quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Versículo Bíblico do dia

"Eis que faço novas todas as coisas. [...] Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. A quem tiver sede, eu darei, de graça, da fonte da água vivificante".
Ap 21,5-6

Um bom e abençoado final de ano para todos!
Obs.: Esta pia batismal encontra-se na catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Ano Novo: tempos novos em nossas vida e comunidade

A comemoração do Ano Novo faz parte do universo simbólico humano há muito tempo. Reza a tradição que a primeira comemoração do "Festival do ano Novo" aconteceu na Mesopotâmia por volta de 2000 a.C., ligada ao equinócio da primavera, ou seja, no momento em que o Sol mais se aproxima da linha do Equador, fazendo com os dias e as noites tenham a mesma duração. No Ocidente, a data em que hoje celebramos o ano novo só se consolidou há, mais ou menos, 500 anos, já com a utilização do calendário gregoriano. Este momento simbólico sempre esteve ligado ao término de um ciclo e início de outro na vida.

Na Bíblia, esta dinâmica foi bem representada pelo "jubileu". A cada 50 anos, um novo tempo tem início, trazendo tudo de novo, com a superação das dívidas e desavenças (Lv 25,10). É a esta vivência que eu convido a cada um de vocês em particular e nossa comunidade no geral. Aproveitemos este tempo para viver uma dinâmica de renovação, aproveitando a dinamicidade criativa do Espírito Santo de Deus em nós. Busquemos superar aquilo que é velho e peso em nós, abrindo-nos para a novidade de Deus em nossas vidas e relações. Ganhemos neste ano em leveza e alegria. Peçamos esta graça à Trindade Santa.


Obs: Pequeno texto escrito para o jornal da Paróquia Sagrada Família, Nova Rosa da Penha - Cariacica, ES.

--

P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Versículo Bíblico do dia

"Vosso Pai que está nos céus sabe que precisais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo."
Mt 6,32-33

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

A menina, Deus e o cheiro...

Há alguns dias que a vida vem me reservando alguns presentes. Um em especial me fez escrever estas poucas linhas. A dinamicidade do baú da história me proporcionou reencontrar um casal amigo, que há tempos não via. Eles cresceram desde a juventude. Frutificaram: duas garotas lindas. A mais velha se chama "pura" e a mais nova "presente de Deus". No "dia do Senhor", pude me encontrar com mais calma com eles.
A menina (mesmo que o tempo tenha passado, para mim será sempre "menina", afinal, este é o significado de seu nome), casada com o amigo que foi companheiro de muitos passos, contou-me uma experiência que teve há alguns dias: experimentou reconhecer as pessoas queridas nos cheiros. Não o cheiro das pessoas, mas as pessoas nos cheiros. Uma pena que o tempo era curto e não pudemos conversar mais. Engraçado, lembrei-me na hora de um romance lido há muito tempo: O Cheiro de Deus, Roberto Drummond. Neste livro, a matriarca, cega, passou a vida buscando sentir o cheiro de Deus que, ao final, brotava do amor dos encontros daqueles que se querem bem.
No outro dia, bem cedo, viajei. Curti um dia de descanso. Na viagem de volta, resolvi abrir a janela do carro para deixar os cheiros entrarem. De repente, minha viagem deixou de ser solitária, pois, com o carro invadido por diversos cheiros, senti a presença afetiva de tantos que amo. Apurando o olfato, deixei que, a cada cheiro, viesse a lembrança de alguém. Foi uma experiência realmente única. A menina não estava enganada.
Depois de algumas horas, visitando na memória a cada pessoa, acho que senti o cheiro de Deus. Não se trata de um cheiro único e específico, mas ele se fazia presente em cada um que excitava meu nariz. Conclui que o cheiro de Deus é o da graça que habita o mundo. Faça esta experiência: sinta, perceba, alargue seus horizontes...
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

P.S.: Um abraço especial à família que me proporcionou viver esta experiência. Vocês sabem quem são. Deus os abençoe.

Sigamos caminhando.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Versículo Bíblico do dia

"Foram, pois, às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado numa manjedoura. (..) Maria guardava todas estas coisas, meditando-as em seu coração."
Lc 2,16.19

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Meu natal e o homem no sinal...



Como alguns já sabem, hoje foi meu aniversário. Foi um dia intenso, com muitos compromissos e encontros. Idas e vindas que vão reforçando os laços de pertença de muitos em meu coração. Almoço com a comunidade redentorista, várias ligações durante o dia, a presença, mesmo na distância, de tantos que amo, mais de uma centena de e-mail's, a celebração da eucaristia e uma bela comemoração preparada por meus paroquianos. Pequenas experiências de Deus. Espaços profícuos onde pude experimentar a presença do Senhor da Vida e da História. Tudo isto me levou à oração. A frase que meditei durante todo o dia: "em tudo, daí graças a Deus, pois esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus" (1 Ts 5,18).

É bom se sentir querido, amado. Como acredito, o amor redentor de Deus em Jesus se manifesta hoje quando nos fazemos irmãos. E foi justamente isso que experimentei. Se eu pudesse reencontrar (embora faça isso agora na oração) cada pessoa que dedicou seu carinho a mim neste dia, eu diria: Muito obrigado!

Contudo, minha lembrança na oração noturna se voltou aos esquecidos. Quantas pessoas estão na história sem serem lembradas, esquecidas em algum canto do mundo: hospitais, sarjetas, presídios etc. Quantos rostos de Deus perdidos em meio à correria nauseante e a cadeia produtiva. Lembro-me apenas de um fato: nesta tarde, quando me dirigia para a casa de minha prima, ao parar em um sinal, fui abordado por um senhor, da idade do meu pai, pedindo para limpar o parabrisas do meu carro. Era exatamente o horário do descanso daqueles que tinham comido um belo almoço de natal. O menino ainda continua nascendo no desamparo!...

Junto a todos aqueles que me concederam um pouquinho de afeto hoje, nesta oração noturna, coloco todos estes rostos do menino Deus, perdido no desamparo das "grutas" de hoje. Rostos que encontram seu signo naquele homem do sinal. Que Deus nos conceda a graça de um coração humano, que não se perca na insensibilidade, e de olhos divinos, que consigam ver os caminhos necessários da justiça. Amém!


--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Liturgia dominical

Solenidade da Sagrada Família

 

1ª leitura: 1Sm 1,20-22.24-28 O filho pedido a Deus: Samuel.

 

Sl 84(83), 2-3.5-6.9-10 "Felizes os que habitam a vossa casa"

 

2ª leitura: 1Jo 3,1-2.21-24 Sermos filhos de Deus.

 

Evangelho: Lc 2,41-52: O sentido central desta narrativa de Lucas está em ilustrar o crescimento de Jesus em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens (2,52). Sua romaria a Jerusalém, situada no início às vésperas de Jesus se tornar membro adulto da comunidade judaica, prefigura seu "êxodo" final para lá (Lc 9,51-19,27; cf. 9,31). Ao invés do lugar de aluno, Jesus ocupa o lugar daquele que ensina, ou seja, do Mestre de todos os mestres. Os pais conseguem perceber algo do mistério que é seu filho, mas ainda não de maneira plena.

 

Breve reflexão: Comemoramos hoje a festa da Sagrada Família. Um momento especial para refletirmos sobre a realidade de nossas famílias à luz dos textos bíblicos. A fé cristã-católica nos ensina a ver a família como a primeira Igreja, lugar de acolhida e crescimento dos filhos de Deus. Ali se encontra o espaço vital onde o indivíduo começa a dar os primeiros passos na fé e, durante toda a sua vida, busca forças e sentido para a existência. É lugar de aprendizado.

O breve relato de Lucas nos mostra qual o interesse mais profundo da educação cristã: o crescimento em graça e sabedoria diante de Deus e dos homens. Mais do que puro desenvolvimento do intelecto, o importante na caminhada de crescimento do cristão se encontra no crescimento na graça, ou seja, na bondade e lealdade que une Deus e homem na Aliança. A graça é a faísca do Criador na criatura. É ela a geradora da verdadeira sabedoria no ser humano. A família é, portanto, o espaço primeiro onde o ser humano experimenta esta graça de Deus e onde ele é inserido no caminho da sabedoria humana e divina.

Torna-se essencial falar disso em nossos dias. Preocupa-me muito o atual enfraquecimento das relações familiares. Este belo lugar que deveria ser o da transmissão da sabedoria humana e divina, comunicador da graça geradora de mais vida para a humanidade, vai se perdendo em meio à fragmentação. Não se trata de uma crítica simplista aos novos arranjos familiares. Pelo contrário, esta pluralidade pode carregar também a sua beleza. O problema está na dissolução do aprendizado.

Pense nisso... Neste domingo, aproveite para meditar e rezar a realidade de sua família. Qual a qualidade que une você aos seus e eles a você? Que Deus abençoe a todos.

 


--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Versículo Bíblico do dia

"Eis o Deus que me salva, eu confio e nada temo! O Senhor é minha força e meu alegre canto. O Senhor é minha salvação"
Is 12,2

Então, meus caros, estou em falta com vocês. Nos últimos dois dias não postei nada. É a correria que antecede o Natal. Agora é hora de aproveitar a beleza da festa. Dentro em algumas horas, mais boas coisas.

Grande abraço.

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Versículo Bíblico do dia

"Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por ele".
Jo 3,17

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Natal - Vinícius de Moraes

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos –
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.

Assim será a nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos –
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.

Não há muito que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez, de amor
Uma prece por quem se vai –
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte –
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

Versículo Bíblico do dia

"Espero no Senhor, minha alma espera na tua palavra. Minha alma aguarda o Senhor mais que as sentinelas a aurora."
Sl 130, 5-6

Dia muito produtivo. Encerrei o dia com uma bonita celebração para a abertura da festa da paróquia. Bela apresentação do Coral São João Batista, da paróquia vizinha à nossa. Deus seja louvado pela beleza da arte. O povo não arredou o pé. Muitos empenhados, desde a celebração até a barraquinha, para que tivéssemos uma bela festa. Rezem por nós.
Hoje postarei mais coisas, com certeza.
Um bom e abençoado dia para vocês.
Em tudo, Deus seja louvado... Sigamos caminhando.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

P.S.: A imagem by sadprince

domingo, 20 de dezembro de 2009

Versículo Bíblico do dia

Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e libertou o seu povo. Ele fez surgir para nós um poderoso salvador na casa de Davi, seu servo".
Lc 1,68-70


Amanhã, dia do Senhor, será de muitas tarefas: missas na comunidade São Francisco e Carmelo pela manhã, depois, a noite, abertura da festa da paróquia com procissão e missa.
Abraço e abençoado domingo. Vou ver se consigo postar alguma coisa durante o dia. Tenho muito para partilhar com vocês. Sigamos caminhando.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Versículo Bíblico do dia

"Tenham o amor: é o que faz perfeita a união".
Colossenses 3,14

Um bom e abençoado dia. Sigamos caminhando.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Para rezar nesta noite...

"O pão que para ti sobra é o pão do faminto. A roupa que guardas mofando é a roupa de quem está nu. Os sapatos que não usas são os sapatos dos que andam descalços. O dinheiro que escondes é o dinheiro do pobre. As obras de caridade que não praticas são outras tantas injustiças que cometes. Quem acumula mais que o necessário pratica crime".

São Basílio, 330-379; Comentário a Mateus 25,31-46


Que a prática da caridade entre nós aconteça.

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Liturgia Dominical - IV Domingo do Advento

Acompanhe a reflexão sobre as leituras da liturgia do próximo Domingo.


Depois, proponho que você escreva um depoimento partilhando sua compreensão dos textos.

Abraço. Sigamos caminhando.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Versículo Bíblico do dia

"A lâmpada do corpo é o olho: se teu olho for simples, ficarás todo cheio de luz".
Mt 6,22


Começando este dia, façamos esta oração:

Dai-nos, Senhor, a graça de olhos translúcidos. Que não vivamos na cegueira daqueles que te procuram só no alto. Que aprendamos a perceber-vos a cada dia. Sejamos iluminados pela vossa presença que toca o mundo. Que nada nos impeça de viver a realidade. Amém!
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.
P.S.: De manhã, retiro. Sigamos caminhando...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Para rezar nesta noite...

Tarde te Amei...
"Tarde te amei,
Beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei!
Tu estavas dentro de mim e eu te buscava fora de mim.
Como um animal buscava as coisas belas que tu criaste.
Tu estavas comigo, mas eu não estava contigo.
Mantinham-me atado, longe de ti, essas coisas que,
se não fossem sustentadas por ti, deixariam de ser.
Chamaste-me, gritavas-me, rompeste minha surdez.
Brilhaste e resplandeceste diante de mim,
e expulsaste dos meus olhos a cegueira.
Exalaste o teu Espírito e aspirei o seu perfume,
e desejei-te.
Saboreei-te, e agora tenho fome e sede de ti.
Tocaste-me, e abrasei-me na tua paz."


Santo Agostinho - Confissões, Livro X
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

São João da Cruz - Cântico Espiritual

Quando tu me fitavas,
Teus olhos sua graça me infundiam;
E assim me sobreamavas
E nisso mereciam
Meus olhos adorar o que em ti viam.

Não queiras desprezar-me,
porque, se cor trigueira em mim achaste,
já podes ver-me agora,
pois, desde que me olhaste,
a graça e a formosura em mim deixaste.


Estou lendo as Obras Completas. Simplesmente profundo.
Sigamos caminhando.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Agradecimento...

Caríssimos:


Confesso que me alegrei e me assustei: nem 24 horas no ar e já temos mais de 100 acessos no blog. Agradeço a todos que se interessaram e acessaram. Agradeço a Diana, Brenda e Cátia que deixaram seu comentário. Sintam-se a vontade para construir este espaço comigo. Se gostaram, façam a propaganda para que mais pessoas caminhem conosco.


Grande abraço. Fiquem com Deus.

Sigamos caminhando...

Versículo Bíblico do dia

"O oprimir o pobre é insultar o Criador; ser bom com o infeliz, é louvor de Deus"
Pr 14,31


Comecei o dia com missa no Carmelo de Nazaré. Bom e abençoado dia! Sigamos caminhando!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Para refletir...

"Há um só Deus que, por sua Palavra e Sabedoria, criou e harmonizou todas as coisas.
Sua Palavra é nosso Senhor Jesus Cristo, que nos últimos tempos se fez homem entre os homens, para unir o fim ao princípio, isto é, o homem a Deus."

Do Tratado contra as heresias, de Santo Irineu
(Source Chretienne 100, 634)

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Versículo Bíblico do dia

"Levanto os olhos para os montes: de onde me virá o auxílio? Meu auxílio vem do Senhor, que fez o céu e a terra."
Sl 121,1-2
Sigamos caminhando! Bom e abençoado dia para todos.

--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Seduziste-me, Senhor


"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir",
desde que aprendi teu Nome
no balbucio de casa.

"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir",
queimei a mocidade
no fogo de tua espera.

"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir",
em cada novo chamado
que vinha do além mares.

"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir",
até os limites do dia,
até a fronteira da morte.

"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir",
em cada rosto de pobre
à procura do teu rosto.

"Seduziste-me, Senhor,
e eu me deixei seduzir,
numa luta desigual,
dominaste-me, Senhor,
e foi tua a vitória".

Seduzimo-nos, Senhor,
numa troca desigual
e foi nossa a vitória!


Dom Pedro Casaldáliga

Sigamos caminhando!

Versículo Bíblico diário

Caros amigos:
Você já deve ter repado que no post anterior eu coloquei um pequeno texto que escrevi sobre o método da leitura orante da Bíblia. A partir de hoje, postarei a cada dia um versículo Bíblico para nos ajudar em nossas orações cotidianas. Venha fazer comigo este caminho.

Para começar: 
"Reine em vossos corações a paz de Cristo, para a qual fostes chamados em um só corpo.
E sede agradecidos." Cl 3,15

Fiquem com Deus.
--
P.e Maikel P. Dalbem, C.Ss.R.

Leitura Orante

É triste perceber como tantos cristãos-católicos possuem tão pouca intimidade com a Bíblia! Em muitos casos, a leitura e a reflexão da Palavra ficam restritas ao que o Padre diz na missa de domingo, não exercendo papel algum no cotidiano de nossas casas. Assusta-me o fato de que a Bíblia, em muitos casos, não passa de mero adereço nos espaços comuns, como, por exemplo, na estante da sala de estar ou sobre a televisão.

O Concílio Vaticano II nos ensina que "só pela luz da fé e meditação da Palavra de Deus, pode alguém, sempre e por toda a parte, reconhecer Deus, em quem vivemos e nos movemos e somos (At 17,28), procurar em todo o acontecimento a Sua vontade, ver Cristo em todos os homens".(Vat. II, Apostolicam Actuositatem, 4). Disto podemos apreender que a Palavra de Deus não é letra morta em um passado longínquo, mas "Palavra Viva" de um presente salvífico, onde Deus se nos revela no cotidiano de nossa existência. É palavra a ser sempre lida e atualizada em nosso cotidiano.

Por isso, convido a você, caro leitor, a conhecer e passar a utilizar de um método de leitura da Bíblia muito antigo, mas extremamente atual: a Leitura Orante da Bíblia (também conhecida como Lectio Divina).

 

O que é a Leitura Orante?

 

Inicialmente, a Leitura Orante não surge como um método de leitura organizado, mas sim, fazia parte do trato cotidiano que a comunidade tinha com a palavra de Deus. Portanto, originalmente, a Leitura Orante nada mais era do que a leitura da Bíblia que os fiéis faziam para alimentar sua caminhada, ou seja, iluminar sua vida a partir da fé.

Encontramos a expressão Lectio Divina já presente nos textos de Orígenes (séc. III d.C.). Contudo, sua forma sistematizada em quatro passos (forma como nós a conhecemos hoje) só aparecerá no início do século XII, com o prior da Grande Cartuxa, o monge Guigo.

 

Quais são os passos da Leitura Orante?

 

A estrutura clássica da Lectio Divina compreende quatro passos: Leitura, Meditação, Oração e Contemplação. Contudo, para quem está iniciando, proponho 10 passos que, na verdade, são os passos clássicos, desenvolvidos de maneira a simplificar uma primeira experiência com este método.

 

Os dez passos da Leitura Orante (proposta para iniciantes):

 

1 – Coloque-se em oração. Busque estar em um ambiente silencioso e em uma posição agradável. Inicie invocando o Espírito Santo. Ele que é a presença constante do Ressuscitado em nós, possa ampliar nosso horizonte de visão e, assim, perceber a vontade de Deus.

 

2 – Escolha um texto e leia de maneira atenta e lenta. Sem pressa! Saboreie!

 

3 – Terminada a leitura, faça um momento de silêncio. Sem voltar ao texto escrito ainda, traga à memória aquilo que você acabou de ler.

 

4 – Volte ao texto e faça mais uma leitura atenta; frase por frase. Procure apreender bem o sentido de cada versículo. Perceba elementos que você não tinha percebido na primeira leitura. Escute o que o texto diz!

 

5 – Agora é hora de trazer o texto para o seu contexto vital. Atualize! Em que o texto me ajuda a viver a vida?

 

6 – Amplie seu campo de visão! Veja com quais outros textos bíblicos o texto escolhido se relaciona.

 

7 – Leia de novo, rezando o texto e respondendo a Deus.

 

8 – Faça um compromisso de vida. Transforme a sua oração em atos concretos.

 

9 – Escolha e reze um salmo apropriado.

 

10 – Escolha uma frase do texto que você leu para memorizar como resumo de sua oração.

 

Espero que este método possa ajudá-lo a introduzir a leitura e meditação da Palavra de Deus em seu cotidiano. Como se trata de oração, você não precisa seguir a risca os dez passos. Comece por eles, para ganhar certa segurança no caminho. Depois de alguns dias, adapte e crie você mesmo um método de meditação e oração.

Ecos


"Eis que lá das estrelas, ó Rei celeste,

tu vens nascer na gruta ao frio agreste.

Ó Menino meu Divino, eu te vejo aqui tremer."

(Santo Afonso)

Há mais de dois mil anos que chora uma criança numa pequena estrebaria de uma cidadezinha. Chora a dureza do nascimento humano, o desconforto da pobreza, a frieza dos homens. Encontra abrigo no regaço de sua mãe. Colo acolhedor, os braços da mãe são abrigo certo na realidade hostil. Encontra consolo no olhar atento do pai que, cuidadoso, prepara um lugar, com os escassos meios que possuía, para que a mãe e o menino pudessem reclinar e, atento, vela pelo sono dos dois. Eis o mistério grandioso que acontece nesta cena: Deus vem habitar em meio à escassez da humanidade.

Quem tem "ouvido de sentir" pode perceber, ainda hoje, os ecos do choro deste menino. O olhar gritante de tantas crianças perdidas nos semáforos da vida, de tantos velhinhos esquecidos por suas famílias, de tantos homens e mulheres sofredores em sua experiência de solidão e desamparo, de tantos pobres que gritam pelo mínimo, ressoa os clamores daquela criança. Diversos rostos do Cristo clamando por um movimento de carinho, compaixão, irmandade em sua direção. Rostos humanos desfigurados clamando por redenção.

Infelizes os de coração mirrado e surdo, pois estes não conseguem ver a Deus na vida, porque deixaram seus corações serem deteriorados pela mecânica do mundo atual, tornando-se máquinas e esquecendo-se de sua humanidade.

A Deus elevo minha prece: Guarda-me Senhor da insensibilidade. Não permita que a frieza invada o meu coração. Dai-me a graça de ter 'verdadeiros ouvidos do coração', para que eu não permaneça surdo diante de Tua voz no mundo. Cura-me da cegueira e da surdez que não permitem ver no outro meu irmão, filho Teu. Livra-me deste mal para que eu possa viver com a consciência e a certeza de que, com os outros homens, sou família de Deus.

Afinal, o que é a nossa vida se não um dia que se passa na inocência do amor; uma brisa suave que, de maneira tímida e sutil, pode refrescar o ardor das queimaduras do sol de uma existência por si dura. O que é a encarnação se não o grande Mistério de um Deus que ama o homem até as últimas conseqüências. Um Deus que se torna contingente, assumindo a realidade ambígua de sua criatura, simplesmente por amar. Sim Pai, guarda-me da impermeabilidade de um coração que não sente a presença do outro, de um coração que não consegue amar simplesmente por amar.


Texto escrito em 2007, após algumas noites de insônia.